quinta-feira, 27 de dezembro de 2018


sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

O Natal também pode ser "DAR"

A par de todas as atividades natalícias planificadas para e com as crianças desenvolveram-se outras que nos lembraram o que realmente é, ou deve ser, o Natal.

Ouvimos contar (e até vimos o filme "A Estrela de Belém") a história do Natal e desenhamos os nossos presépios.

Percebemos que a verdadeira história de Natal pouco tem a ver com receber e, depois de refletirmos um pouco, chegamos à conclusão que há muitas crianças que têm um Natal bem diferente do nosso onde, tantas vezes, não existem presentes ou até mesmo os bens mais essenciais.


Preparamos então uma forma de DAR, ou seja, uma campanha de recolha de bens para os mais carenciados pensando, sobretudo, nas crianças. De outro modo, que sentido teria o nosso projeto da paz? Ser amigo de todos é mesmo isto! 
Foi impressionante a generosidade de todos! Roupas, alimentos e brinquedos (de que ainda gostássemos um bocadinho 😉) chegaram todos os dias, de tal forma que já era difícil circular no hall do Jardim de Infância. 

Entretanto, imaginamos que as crianças que vão receber os nossos brinquedos, também gostassem de os retirar de dentro de um lindo embrulho colorido. E foi isso mesmo que fizemos!

Contamos com a ajuda do Centro Social e Paroquial de Esporões para fazermos chegar o produto da nossa partilha às crianças que mais precisam. 
Hoje, depois da nossa festa de Natal, e para acabar o primeiro período em grande, recebemos com grande alegria o Sr. Padre Abílio e Dra. Isabel!
Mesmo se de tarde já não estávamos todos no JI conseguimos ajudar a levar tudo até ao Centro Social e nem ficamos cansados! DAR fez-nos mesmo sentir muito felizes!

Bom Natal para todos e... não se esqueçam DAR!
Descubram, como nós, esta maravilhosa forma de ser feliz!

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Uma semana atarefada e muito participada por crianças e adultos!

Já temos vindo a partilhar convosco que a aprendizagem da criança se realiza de forma própria , como um todo, atravessando um amplo leque de domínios do saber. E a articulação entre estas áreas de desenvolvimento e aprendizagem tem como base o reconhecimento de que o brincar é a atividade natural da iniciativa da criança que revela a sua forma holística de aprender.

Nesse sentido  o trabalho que desenvolvemos integra intencionalmente todas as essas vertentes. É o que acontece quanto realizamos atividades que promovem simultaneamente a linguagem (oral e escrita), a formação Pessoal e Social, as artes visuais e... por aí fora.

Esta semana, por exemplo, lançamos a Campanha de Apoio às Crianças Necessitadas (e contamos com a colaboração atenta dos pais 😉)...

Construímos e iniciamos o Calendário do Advento (pintamos e decoramos as molas que seguram as suas surpresas ..., numerámo-las e fizemos a contagem pelas ordens crescente e decrescente... )

Conhecemos a história do Camilo, um Camelo na Selva, contada e encenada pela Inácia Cruz. Foi um sucesso, adorámos! Depois recontamos a história e desenhamos as partes que gostamos mais.

E depois... mais uma surpresa! A Margarida lembrou-se de nos trazer uma ideia nova, muito engraçada e diferente de brincar com... Tinta!
Ao som de uma música, que representava as emoções alegria, tristeza, medo e raiva, as crianças iam atirando tinta (técnica action paintings), conforme a emoção transmitida pela música, num suporte de plástico, que estava preso em duas mesas.

E foi ver quem se divertia mais! Umas crianças, deitadas no chão, observavam os salpicos que caíam no plástico transparente. As outras, divertiam-se a atirar, espalhar, esfregar,... a tinta por cima do plástico. Depois trocaram as posições!



Mas a semana ainda não tinha acabado 😀😉!
É que a relação que a educadora estabelece com cada família centra-se na criança e tem em conta que são coeducadores da mesma criança.Importa, então, que se realize um planeamento de estratégias diversificadas que permitam que todos participem. 
Por isso, hoje foi assim. Ora vejam só!




Que beleza de semana!

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

A nossa Exposição de "Bouquets de Paz"

A educação pré-escolar tem um papel importante na educação para os valores, que não se “ensinam”, mas se vivem e aprendem na ação conjunta e nas relações com os outros (OCEPE).

Foi com esta certeza que nos lançamos (docentes e a estagiária Margarida) com as crianças neste projeto de recriação da obra de Picasso Bouquets of Peace, cientes de que é através da inter-relação com os outros e com o meio que a criança vai aprendendo a atribuir valor aos seus comportamentos e atitudes e também aos dos outros. 

Durante a preparação partilhamos as nossas conceções sobre o significado da Paz e registamos pequenas vivências de paz nas quais exemplificamos como fazer para "ser amigo".

Depois de muita preparação chegou, finalmente, o dia de irmos à Escola Secundária Alberto Sampaio, para não só montarmos a nossa exposição com a ajuda de colegas desta escola como também de pintarmos "a meias" pequenos bouquets de paz, que íamos trocando entre todos os que nos envolvemos na atividade e também com quem se abeirava para saber do que se tratava...




Para as crianças é muito importante a força da comunidade e o acautelamento da continuidade educativa. O trabalho em equipa, entre educadoras, professores e alunos de outros níveis de ensino, pode ser facilitado se houver condições organizacionais que o favoreçam, o que é fácil acontecer quando todos pertencemos ao mesmo agrupamento. ;)


Neste caso, o trabalho conjunto entre educadores e professores foi incentivado e previsto a nível vertical, no âmbito do projeto Living Peace. Entendemos como muito salutar a convivência e colaboração que, através desta atividade, alunos de idades tão díspares puderam experimentar. Foi uma experiência verdadeiramente maravilhosa!


Vale a pena ir visitar a nossa exposição!



sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Difundir os valores da Paz através da arte!

A incursão pelo mundo artístico tem sido muito divertida. Com ela temos desenvolvido uma multiplicidade de competências nos vários domínios do saber.


Desta vez, descobrimos o artista Pablo Picasso. Falamos um pouco da sua vida e obra e conhecemos uma das suas obras mais simples, mas tão bonita e importante para nós, porque tem a ver com a Paz! 

Ser artista é uma coisa muito importante. Fazem-se obras muito bonitas e que transmitem mensagens às outras pessoas. E esta, é mesmo especial, porque com ela o Picasso conseguiu lembrar muita gente da importância da paz. E nós queremos fazer o mesmo!

Cada um pensou, pensou,... e decidiu como fazer/recriar o bouquet da Paz, de Picasso. Definiram-se os materiais e descobrimos alguns que, pela sua forma natural, faziam lembrar uma flor, quando carimbados.


Pusemos mãos à obra cheios de entusiasmo. Afinal também somos artistas!




Assim, a partir da próxima sexta-feira, dia 23 de novembro, vamos fazer uma exposição de Bouquets da Paz, na Escola Secundária Alberto Sampaio. 

Estão, por isso, TODOS CONVIDADOS! 😉



quarta-feira, 14 de novembro de 2018

De que cor é um beijinho?

Continuando a falar e a "trabalhar" as EMOÇÕES...

Mas sem esquecer que podemos trabalhar várias áreas de desenvolvimento em simultâneo! 😉


Por isso, decidimos descobrir de que cor era o beijinho e quantificar as nossas preferências.

Ficou claro que a opinião: Um beijinho é de todas as cores - ganhou!

Com batons de várias cores, pintamos os nossos lábios de acordo com as opiniões expressadas, imprimimos os lábios numa folha e depois... toca a completar a cara, com direito a cabelo e tudo! E assim a noção de esquema corporal vai melhorando...

Para os cabelos, utilizamos a lã. Saber pegar e utilizar corretamente a tesoura faz parte do desenvolvimento da coordenação motora. 

E às vezes há coincidências. Hoje era dia de termos uma sessão com as enfermeiras da equipa da Saúde Escolar. E, adivinhem qual era o tema? As emoções! 😃

terça-feira, 13 de novembro de 2018

De mãos dadas com a arte e as emoções!


Com o intuito de trabalharmos a cor dos afetos, no âmbito do projeto Living Peace, iniciamos o dia de hoje com a leitura deste livro.


A Minimoni, personagem principal do livro, andava à procura da cor de um beijinho e nós decidimos ajudá-la. 

Para isso recorremos ao artista contemporâneo Damien Hirst, de Inglaterra, que nos ajudou a descobrir uma técnica super giratória! - "Spin Painting"


Depois foi a nossa vez de experimentar! 😃😉





Aguardem as cenas dos próximos episódios!!!! 😉

domingo, 11 de novembro de 2018

Outono adentro...

 Estas são apenas algumas atividades em que nos envolvemos ao longo dos últimos tempos ;)







Fomos à Quinta Pedagógica de Braga! 

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

"Alimentando" as nossas ideias! ;)

Durante um dos debates em grande grupo falamos das escavações que se fazem para descobrir vestígios de dinossauro. E assim, o projeto continua... 


Vamos assim de descoberta em descoberta até porque na educação Pré-Escolar o desenvolvimento da área do Conhecimento do Mundo assenta no contacto com a metodologia própria das ciências para fomentar nas crianças uma atitude científica e investigativa.  


Aqui estamos nós, pequenos cientistas, a colaborar numa experiência muito divertida.

 Como tudo serve para trabalhar os diferentes domínios do saber até as espetadas de fruta que fizemos no dia da Alimentação serviram para trabalhar a matemática (padrões) e não só...

Começando a perceber as normas da codificação escrita, a criança vai desejar reproduzir algumas palavras (o seu nome, o nome dos outros, palavras e/ou frases que o/a educador/a escreve, etiquetas, etc.). Aprender a escrever o seu nome tem um sentido afetivo para a criança, permitindo-lhe fazer comparações entre letras que se repetem noutras palavras e aperceber-se de que o seu nome se escreve sempre da mesma maneira. (OCEPE, p.70)


sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Descobrir... fazendo!

A organização do grupo, do espaço e do tempo constituem dimensões interligadas da organização do ambiente educativo da sala. Esta organização constituiu o suporte do desenvolvimento curricular, pois as formas de interação no grupo, os materiais disponíveis e a sua organização, a distribuição e utilização do tempo são determinantes para o que as crianças podem escolher, fazer e aprender. (in, OCEPE, p.24)

Foi o que fizemos na nossa sala. Reformulamos alguns quadros (Presenças; Idades, "Presentes/Ausentes"; Diário da sala; Tarefas).
Como era muito trabalho decidimos dividir as tarefas. Como podem ver nas fotos trabalhamos de forma transversal todas as áreas de desenvolvimento das Orientações Curriculares para Educação Pré-Escolar.

O G. trouxe uma novidade do seu fim de semana. Foi ao Parque dos Dinossauros, que fica na Lourinhã.
Todos ficaram entusiasmados e quiseram saber mais sobre os dinossauros. Assim surgiu o nosso novo projeto "Dinossauros". 
 Já começamos a pesquisar e a trazer de casa materiais para partilharmos com os amigos e nos enriquecermos todos! Até já pedimos para irmos um dia ao Parque dos Dinossauros! Está combinado!

Outra novidade que vos queremos contar é que no dia 16 de outubro é o Dia Mundial da Alimentação. Depois de percebermos que os dinossauros só comiam comida saudável quisemos, também nós, descobrir aquilo que nos faz bem à saúde.

Como já dissemos trabalhamos muitas áreas do saber. 
Vejam só que aplicados estamos :)

 

     Iniciamos os nossos portefólios. 
 

Estamos tão cansados ;) mas muito satisfeitos! Agora vai-nos saber bem o fim de semana!