quinta-feira, 8 de junho de 2017

E como foi o nosso Dia da Criança?

Cheio de surpresas!


Começou logo com uma manhã divertida e muito animada na Universidade do Minho  onde fizemos muitas atividades atividades lúdico-desportivas: jogos, perícia e manipulação, deslocamentos e equilíbrios e dança.





O momento da refeição (almoço) teve lugar no espaço exterior, em ambiente de esplanada, com direito a ementa de festa!


O período da tarde, foi preenchido por atividades voltadas para a exploração de materiais e técnicas diferentes resultando na elaboração de uma pulseira original e colorida que cada criança pode levar para casa.


Houve ainda distribuição de presentes a todas as crianças, pela Junta de Freguesia.

Que dia fantástico!

domingo, 28 de maio de 2017

Nós por cá...

Tivemos a nossa primeira sessão do projeto SOBE, orientada pela enfermeira responsável pela equipa da saúde, do nosso agrupamento.
Mas, o projeto Saúde Oral, Bibliotecas Escolares (SOBE) é algo mais do que falar de saúde oral e fazer com que as crianças escovem os dentes.
O projeto SOBE dá autonomia e liberdade às escolas para cruzar as linguagens da saúde e da educação. As atividades que têm como pretexto os cuidados de saúde oral podem fornecer contextos intencionais para aprender e praticar a arte da linguagem, da escrita, das capacidades matemáticas e criativas.

Agora todos temos um Kit de higiene oral para fazermos a escovagem diária dos dentes!
 

A nova atividade de articulação com as famílias - Projeto Troca de Saberes - desta vez teve a colaboração dos pais do Rafael.


Nesta atividade trabalhamos o tema dos animais.

Descobrimos/relembramos os seus nomes, o que comem, onde vivem,... 

E pudemos explorar os painéis que a mãe do Rafael fez onde colocamos cada animal no seu respetivo habitat.



BRAGA ROMANA aí vamos nós vender os nossos produtos!
Mesmo se não participamos no desfile, marcámos a nossa presença com a venda de produtos hortícolas que as famílias das crianças tão generosamente ofereceram.

 Depois, foi só organizar as quantidades e ensacar como deve ser! Ah pois, porque, no tempo dos romanos, não existiam sacos plásticos! 😉

domingo, 14 de maio de 2017

Algumas das últimas atividades...

Realização de experiências com o Prof. Luís, da ESAS

Festa da Mãe
video

Atividades da área da linguagem


sábado, 29 de abril de 2017

«ALICE NO MOSTEIRO DAS MARAVILHAS DE TIBÃES…»

A área do Conhecimento do Mundo enraíza-se na curiosidade natural da criança e no seu desejo de saber e compreender porquê. Esta sua curiosidade é fomentada e alargada na educação pré-escolar através de oportunidades para aprofundar, relacionar e comunicar o que já conhece, bem como pelo contacto com novas situações que suscitam a sua curiosidade e o interesse por explorar, questionar descobrir e compreender. (in OCEPE)

Com vista a potenciar experiências promotoras de aprendizagens a este nível, realizámos com as crianças uma visita de Estudo ao Mosteiro de Tibães para participar no espectáculo: «Alice no Mosteiro das Maravilhas de Tibães!» - orientado pelo Serviço de Educação e Comunicação do Mosteiro de São Martinho de Tibães.

A atividade consistiu na representação de um teatro de marionetas, seguido de uma visita à Cerca do Mosteiro.
Tudo começou quando Alice – depois de espreitar por um monóculo mágico oferecido pela irmã –, recua até 1775. Durante esta aventura, Alice entra no maravilhoso mundo da fantasia e consegue travar diálogo com os animais que encontra: a rã preguiçosa; o pardal brincalhão; a bonita salamandra; o cogumelo dorminhoco; o pica-pau gago; o coelho apressado; o esquilo resmungão e o buxo falador!

 
Mostrar a riqueza da fauna e flora existentes na cerca conventual do mosteiro, abordando ainda assuntos relacionados com a cultura do linho – planta que outrora foi muito importante na região –foram alguns dos principais objetivos.
As crianças desfrutaram desta atividade riquíssima, descobriram e desenvolveram atitudes promotoras de responsabilidade partilhada, consciência ambiental e de sustentabilidade, envolveram-se na procura dos amiguinhos da Alice e até conseguiram encontrar (o rasto) de alguns.




Flutua ou não flutua?

Estes dias recebemos uma caixa surpresa dos nossos amigos da turma do Jardim de Infância da EB1 de Nogueira. Como gostam muito de fazer experiências, imaginaram que nós também gostássemos. E acertaram! 😉

Fazer atividades enquadradas na área do Conhecimento do Mundo (Abordagem às Ciências) sempre nos entusiasmou. 
A caixa surpresa trazia material e um papel explicativo de como realizar a experiência - FLUTUA/NÃO FLUTUA - e nós quisemos logo deitar mãos à obra.
A professora tinha-nos contado a história O Lobo e os 7 Cabritinhos que acaba com o malvado do lobo a praticar natação depois de caído ao rio com a barriga cheia de pedras (mas nós preferimos inventar outro final para história - achámos melhor que o lobo fosse ao fundo do rio e morresse afogado para nunca mais voltar a fazer mal aos cabritinhos 😉) 
A história lançou-nos algumas questões: será que o lobo conseguiria nadar com a barriga cheia de pedras? As pedras flutuam? E os lobos? Já agora... o que quer dizer flutuar?
Depois de conversarmos um pouco sobre estas coisas, resolvemos fazer uma grelha e começar a registar as nossas hipóteses sobre o que aconteceria a cada um dos materiais contidos na caixa surpresa (mais alguns que nós quisemos acrescentar).

Depois, toca a experimentar!


Observámos o que acontecia e registámos os resultados.






Depois, comparámos os resultados
com as hipóteses levantadas anteriormente 
e tirámos as nossas conclusões.








A professora explicou que esta experiência tem uma base científica: Todos os objetos são atraídos para baixo pela força do ar (gravidade). A água exerce nos objetos uma força de baixo para cima fazendo com que flutuem. Quando a força da gravidade é maior do que a força que a água faz de baixo para cima, o objeto afunda-se.

Mas as experiências ainda são mais interessantes e divertidas quando têm um final lúdico!
Vejam só o que fizemos com um dos materiais do grupo dos objetos que flutuam - (rolhas) a cortiça.

Este tipo de atividade potencia nas crianças diversas aprendizagens/competências:
- Aumenta o gosto pelas ciências;
- Incrementa a curiosidade e o desejo de saber;
- Capacidade de descrever acontecimentos;
- Observar causas e efeitos;
- Fazer previsões;
- Fazer escolhas;
- Demonstrar atitude crítica;
- Participar no trabalho colaborativo;
- Usar o método científico.

domingo, 2 de abril de 2017

"Ondinhas de Leitura" na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva

No passado sábado, 4 crianças da turma 1 deste JI, participaram no recital de poesia Ondinhas de Leitura, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga.

Foram em representação do nosso agrupamento, pois, de cada um, só poderia estar representada uma turma do pré-escolar, com um máximo de 4 alunos.

Assim, a Beatriz, a Leonor, a Maria e o Simão, que foram eleitos democraticamente entre os colegas, deslocaram-se a Braga, acompanhados dos pais, para participarem neste recital.

E tiveram uma prestação exemplar! 😉

Parabéns aos quatro!👍😉


sexta-feira, 31 de março de 2017

Semana da Leitura



A Semana da Leitura na EB/JI de Esporões foi muito rica de atividades que despertaram para a importância da leitura e para o gosto de ler, criaram oportunidades de mobilização de diferentes literacias, de promoção da exploração da palavra nos diversos formatos e do desenvolvimento de comportamentos emergentes de leitura e de escrita.
As turmas do JI contribuíram com prestações importantes como a recitação de um poema e uma dramatização com fantoches.


  
As turmas do 1º Ciclo também surpreenderam com fantásticas dramatizações!





Outro momento marcante será amanhã, dia 1 de abril, com a participação das crianças da turma 1 na iniciativa Ondinhas de Leitura, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga, onde recitarão o poema D. Gonçalo a Cavalo!